sexta-feira, 30 de março de 2012

GARÇA, A VERDADEIRA "PARTERA" DE HOPLIAS!

Olá povo do meu Brasil sertanejo do meu rincão boiadero sô!!!
Vou falar um pouco de uma criatura que, no meu ponto de vista e de vários biólogos entendidos no assunto, dizem também que tal criatura é a verdadeira "partera" dos açúdes e lagoas do nosso país e fora dele que é a GARÇA.


Mede cerca de 90 centímetros. Seu corpo é completamente branco. É facilmente identificada pelas longas pernas e pescoço, característica dos membros da família. O bico é longo e amarelado, e as pernas e dedos pretas. Apresenta enormes egretes(penas especiais que se formam no período reprodutivo). A íris é amarela.

Muitas pessoas pensam que a garça-branca-pequena (Egretta thula) é o filhote da garça-branca-grande, porém trata-se de uma espécie a parte que difere da última por apresentar a ponta do bico e as pernas escuras enquanto a base do bico e os pés são amarelados, sendo também menor.

A Garça pesca muito melhor que muitos pescadores que eu conheço por ai viu!


Vive em grupos de vários animais ou solitárias à beira de rios, lagos e banhados. É migratória, realizando pequenos deslocamentos locais ou mesmo se deslocando para além dos Andes durante os períodos de enchentes anuais. 

Ocorre da América do Norte ao estreito de Magalhães, em todo Brasil, e também no Velho Mundo. No Brasil é encontrada principalmente no Pantanal, costas do sudeste, nordeste, norte e rios de todo o território.
A Garça está praticamente no Brasil inteiro fazendo sua parte na natureza


Já li em vários artigos de especialistas no assunto biológico, dizendo que esta ave é a disseminadora de peixes  (principalmente da traíra) em lagos recém feitos onde não existia vida alguma até o presente momento.

E se pensarmos bem tem lógica, pois a garça vive caminhando entre as plantas e baixios onde a traíra vive se encostando e criando, esta ave caminhando por ali com tuas longas pernas finas, acaba pisando sem querer num ninho da Hoplias e os ovos acabam "grudando" em teus pés, e como esta ave nunca pára num espelho d'agua só, sai voando com seus pés cheios de filhotes de traíras e outros tipos de peixes tbém, como por exemplo o Cará, e ao pousar em um recente lago feito pelo homem, ao tocar a água os ovos se desgrudam e ficam depositados alí pra uma futura prole de traírinhas e outros peixes que estiverem na mesma "bagagem". 
Ao pisar no ninho da traíra, os ovos grudam e viajam através do "avião natural" para outros pontos  da região.

Além de ajudar a disseminar peixes pelos açúdes, rios e lagoas, ela também ajuda a CONTROLAR a população de seres do mesmo.
Alimenta-se principalmente de peixes, mas já foi vista comendo quase que tudo o que possa caber em seu bico. Pode consumir pequenos roedores, anfíbios, répteis, insetos e até lixo! Em pesqueiros aproxima-se muito dos pescadores para pegar pequenos peixes por eles dispensados, chegando a comer na mão. É muito inteligente e pode usar pedaços de pão como isca para atrair os peixes dos quais se alimenta. Engolem às vezes cobras e preás. Aproxima-se sorrateiramente com o corpo abaixado e o pescoço recolhido e bica seu alimento, esticando seu longo pescoço. 

Garça passeando por onde a traíra costuma fazer seu "ninho" frequentemente.


Garça se alimentando de um Cará que talvez ela mesma tenha trazido em seus pés um dia.



Não poderíamos ser mais gratos por esta ave existir, pois sem ela, não teríamos tantas traíras espalhadas pela nossa América do Sul inteira e talvez nem todas as pessoas conheceriam a Hoplias e muito menos pinxá-la por ai.

A garça é a verdadeira andarilha dos nossos espelhos d'águas.