quinta-feira, 2 de março de 2017

DEPOIS DO CARNAVAL, HOPLIAS NA LINHA SÔ!!!

Aoooooooooooooooooooo sertão sertanejo aqui desse país do mato adentro sô!!!
Carnaval pra mim além de me lembrar mulherada rebolando o rabicó feito doidas e a turma enchendo o rabo de carne e cachaça, também é sinônimo de pescaria na beira do açude aqui da roça num calor de 40° seu!!!! 

Eu tava perfeito de bobo da corte no meio do bloco de rua, bem eu mesmo! hihhihihihihi
E depois de pular carnaval feito maluco aqui numa cidadezinha chamada Alambari, bem pitoresca e pacata, arrumei as traia véia, botei na sacola e fui de motoca lá pro sítio pinxar hoplias seeeeeem chooooooooro pra matar a vontade de pescar. Este ano tô me matando de pinxar traíra pq daqui a pouco, não muito longe, já começa esfriar, e aqui quando esfria pescadozada, hummmmmmmmmm, a única coisa que vai dá pra pescar vai ser pinguim!!!!! Oooooo lugarzinho gelado aqui viu, séééé loco!!!

Primeira hoplias na frog da semana!
Frog véia da Marine Sports das antigas fez a alegria desse seu pobre criado!


Novamente levei frogs antigas da Marine Sports que possuo e spinnerbait véio, acho que é da Daiwa se eu não me engano, tanto que é um dos últimos que tenho, chegando o inverno vou comprar mais iscas, pq já perdi muitas nesta última temporada, foda viu, mas faz parte desse nosso hobby.

Chegando lá no açude já fui lidar com as frogs e fui direto para o ponto pé quente e selvagem onde ninguém pesca, tanto que só eu que pesco lá enão costumo levar ninguém pescar comigo, já que é um lugar particular e é onde pesco já a 20 anos, então que permaneça assim.

Mais uma hoplias amarelona na frog verde
Traíra maluca encharutou a frog toda fodida por dentes das malucas hoplias da roça!

Nas primeiras jogadas, as hoplias malucas já foram estourando a frog na flor dágua quase me matando de susto com as explosões na pobre isca, acabei pegando 2 ali e soltei-as para crescer mais pra próxima temporada.

Depois de dar mais algumas batidas neste ponto, entrei no banhado e fui para minha Área 51, onde as traíras de pêlo crescidas de tão véia moram e comecei o pinxo novamente, rapaz... não deu nem 15 min. e já explodiu a frog, na primeira fisgada peguei uma danada.

Quando fui soltar a traíra, quaaaaase coloquei a mão nessa diaba de aranha Lobo, sééééé loco bicho feio da porra!

Depois do susto da aranha, soltei a traíra no meio do mato alagado da beirada.

Começou o show de bordoadas na flor dágua e o capim véio que fica na beirada da toceira onde eu fico empuleirado pra pescar fez até um caminho de traíras que peguei ali. Deu umas 19h zarpei de lá e fui embora com 2 hoplias para meu tio deixar preparado pra gente almoçar no dia seguinte, e ele deixou as ditacujas em forma de bistequinhas, temperadas com alho, limão, uma colherada de cachaça de alambique da amarela e pimenta, cobriu com papel alumínio e deixou descansar até o dia seguinte.

A coringa, spinnerbait branco fez sucesso mais uma vez com as amarelonas da roça!
Amanheceu e fui novamente pinxar as ditacujas, só que fui lidar com spinnerbait, não demorou muito e deu a primeira batida, entrou uma pequena mas briguenta a danada, tirado as fotos, soltei a dentuça pra crescer mais para próxima temporada.

Traíra devolvida não tem preço!!! Vai crescer e se reproduzir mais e mais!




Fui lidar com as frogs e começou as batidas mas, também, bateu só as bebês traíras e soltei as pequeninas para final do ano tentar pegá-las novamente com frogs. Fui embora e na Quarta feira de cinzas, onde não pode comer carne vermelha, e também na sexta feira maior, que é na páscoa onde eu não como carne. Comemos as 2 traíras devidamente temperadas e passada na farinha de trigo, rapaziada, eu não ligo pra comer peixe, mas essas traíras estava divinas!!! Hummmmmmmmmmmm... 

Eu não ligo para comer peixe, mas na Quarta feira de Cinzas e na Sexta feira maior (páscoa), tem que ter um peixe frito, pois não gosto de bacalhau, prefiro mais peixe do mato lá da roça que é beeeeem mais gostoso. Hummmmmm

Depois do armoço fomos lá pra ceva onde estava 2 amigos do meu tio pescando, fomos ver como estava a pescaria dos véios lá onde geralmente sai piava de kg, estora linha direto e curimbas da costa preta de tão véios e pesados, mas a pescaria lá estava ruim a beça e só pescaram lambari do rabo vermelho e 4 tambiús.

A famosa ceva lá do sítio onde piavão brigadô e curimbas de craca na cabeça de tão veios moram, fora as tabaranas, primas dos valentes dourados, esse riozinho tem peixe a rodo sô!!
Depois a tarde começou a mudar o tempo, do calor começou a ventar e formar temporal, não demorou e caiu uma tormenta véia que me fez ir embora do sítio antes do esperado, mas valeu a pena mais uma vez por justamente estar com pessoas que gosto muuuuuuito e um ambiente de natureza que me faz um bem danado, prefiro 1000x estar na roça no meio do mato do que estar torrando na praia naquela muvuca, com toda certeza do muuuundo sô!!